top of page

Espectáculos Fora de Cena

Aqui ficam algumas informações sobre produções da companhia (não todas obviamente), que por "alguma razão"  deixamos de apresentar, pelo menos por agora. São espectáculos que de momento estão em repouso , a descansar...
 

Outros espectáculos que já não estão em cena   

Res publica
Res publica

fotografia de João Costa

press to zoom
Res publica
Res publica

fotografia de João Costa

press to zoom
Res publica
Res publica

fotografia de João Costa

press to zoom
Res publica
Res publica

fotografia de João Costa

press to zoom
1/11
Res publica
a caricatura ao serviço da tristeza pública
(2010)

No seguimento do seu trabalho anterior sobre a história de Portugal, nomeadamente a história de “Inês de Castro”, “Padeira de Aljubarrota” e mais recentemente “A Ver Navios no reinado de D. João VI e Carlota Joaquina” a companhia S.A.Marionetas dá continuidade a este ciclo abordando o tema da República.
Nesta produção mantém-se a preocupação de relatar os acontecimentos históricos, tanto a nível político como a nível social, utilizando para o efeito marionetas de fios.
A construção das marionetas é inspirada na obra caricatural de Rafael Bordalo Pinheiro, criando assim personagens que são caricaturas vivas que representam os intervenientes dos acontecimentos que culminaram na revolução de 1910.
Bordalo Pinheiro e sua personagem mais famosa Zé Povinho encontram-se para em conversa animada, contarem um ao outro os acontecimentos que levaram à implantação da República. Bordalo faleceu antes de tudo acontecer, mas o seu Zé vai-lhe contar como tudo aconteceu. Os artistas contemporâneos da época também assistiram, e aparecem para dar uma pincelada ou um toque de poesia aos acontecimentos.
Um país no caos, um rei apagado, um povo revoltado, e a caricatura ao serviço da tristeza pública.

(Espectáculo proposto para as comemorações nacionais do centenário da República)

______________________________________________________________________________________________________________________
A Ver Navios...
A Ver Navios...

fotografia de Sofia Vinagre

press to zoom
A Ver Navios...
A Ver Navios...

press to zoom
A Ver Navios...
A Ver Navios...

press to zoom
A Ver Navios...
A Ver Navios...

fotografia de Sofia Vinagre

press to zoom
1/17
A Ver Navios
no reinado de D.João VI e Carlota Joaquina
(2008)

1807, Novembro. Quase às portas de Lisboa as tropas de Napoleão ameaçam fazer capitular o Rei,
como já aconteceu por toda a Europa e mesmo com a vizinha Espanha
com quem tinha anteriormente feito uma coligação.
No gabinete D. João VI reúne com os seus conselheiros. Tem que decidir se entra no Bloqueio Continental decretado por Napoleão contra os Ingleses, ou se parte numa viagem jamais feita por um monarca europeu contando com o apoio dos “sempre presentes e velhos aliados” Ingleses.
Assim tem início o espectáculo que conta a grande aventura de D. João VI
e toda a sua corte no Brasil. Conta-se como foi e porque foi.
O elenco conta com 22 marionetas de fios.

                           Espectáculo integrado nas comemorações dos 200 anos Portugal / Brasil

Ficha Artística

Texto Original: Sofia Vinagre, José Gil, Natacha Costa Pereira e Rui Sousa
Direcção de Manipulação: José Gil
Construção das Marionetas: Sofia Vinagre, Natacha Costa Pereira e José Gil
Figurinos das Marionetas: Sofia Vinagre
Pintura das Marionetas: Natacha Costa Pereira
Figurinos dos Marionetistas: Maria Luisa Valbom Gil
Marionetistas: José Gil, Natacha Costa Pereira e Sofia Vinagre, Rui Sousa
Contra-regra: Rui Sousa
Pintura dos Cenários: Natacha Costa Pereira
Estruturas Cénicas: José Gil
Músico (Guitarra Portuguesa): Rui Sousa
Música Original: Rui Sousa
Pesquisa: Sofia Vinagre e  Natacha Costa Pereira
Co-produção: S.A.Marionetas e Cine-Teatro de Alcobaça

______________________________________________________________________________________________________________________
Por-este-rio-a-cima-267
Por-este-rio-a-cima-267

press to zoom
Por-este-rio-a-cima-223
Por-este-rio-a-cima-223

press to zoom
IMAGEM por este rio acima net
IMAGEM por este rio acima net

press to zoom
Por-este-rio-a-cima-267
Por-este-rio-a-cima-267

press to zoom
1/8

Por este rio acima (2014)

 

A S.A.Marionetas pretende com esta criação homenagear duas obras-primas da cultura portuguesa - A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto e o disco Por este rio acima de Fausto Bordalo Dias - através do teatro de marionetas, seguindo para isso a linha ideológica de criação do próprio Fausto, convergindo a tradição com a modernidade. Pretendemos construir uma matéria visual em torno da audição deste disco, cruzando diferentes técnicas e linguagens performativas. Ouvir, Ver e Sentir é a proposta.

 

Direcção Artística e Encenação: José Gil, Natacha Costa Pereira e Sofia Olivença Vinagre

Música original: Fausto Bordalo Dias

Manipulação: Sofia Olivença Vinagre, Natacha Costa Pereira e José Gil

Marionetas: Sofia Olivença Vinagre, José Gil e Natacha Costa Pereira

Marionetas de Vidro: Joana Silva e Jérémy Carvalho / Cencal

Cenografia: Natacha Costa Pereira e Sofia Olivença Vinagre

Manipulação Digital e Desenho em tempo real: Natacha Costa Pereira

Figurinos: Sofia Olivença Vinagre

Estruturas Cénicas: José Gil

Maiores de 12 anos

Apoios: Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura/DGArtes, Câmara Municipal de Alcobaça, CENCAL, Fundação Calouste Gulbenkian, UNIMA-Portugal, ESDICA.

______________________________________________________________________________________________________________________
Sancho II O AZARADO_8
Sancho II O AZARADO_8

press to zoom
Sancho II O AZARADO_1
Sancho II O AZARADO_1

press to zoom
Sancho II O AZARADO_11
Sancho II O AZARADO_11

press to zoom
Sancho II O AZARADO_8
Sancho II O AZARADO_8

press to zoom
1/21
O Rei Azarado (2014)

Um menino torna-se rei com apenas treze anos! Coitadinho… fraco, débil e sem poder de liderança, casa com a sua prima sem nada dizer ao Papa! Já o irmão Afonso era destemido e forte e por todos os meios vai tentar arrancar o trono ao seu irmão. Neste processo consegue o apoio da Igreja, dos nobres e até mesmo do povo. Pobre menino! que apesar de tudo lá vai conseguindo reinar com o apoio da sua mulher. Mas Afonso ávido de poder vai conseguir os seus intentos levando o irmão ao exílio em Toledo!

Texto Original e Encenação: Sofia Vinagre, Natacha Costa Pereira e José Gil 


Produção: S.A.Marionetas –Teatro & Bonecos

Duração : 20 minutos classificação: todas as idades

 

espectáculo itinerante para espaços exteriores ou  interiores 



_______________________________________________________________________________________________________________________
gordo afonso SAM
gordo afonso SAM

press to zoom
gordo afonso 020
gordo afonso 020

press to zoom
O_Gordo_Afonso_SAM_1
O_Gordo_Afonso_SAM_1

press to zoom
gordo afonso SAM
gordo afonso SAM

press to zoom
1/13
O Gordo Afonso (2013)

Afonso II, D. Teresa, D. Sancha e D. Mafalda preparam-se para ouvir o testamento de seu pai D. Sancho I. Mas eis que o mesmo traz surpresas e discórdia! As manas não pagam, o mano zanga-se e tenta pôr ordem no reino! Mas… clero e nobres também não gostam das novas disposições!! Ainda assim, D. Afonso reinou e deixou o primeiro documento escrito em língua portuguesa!

 

 

 

 

 

Texto Original e Encenação: Natacha Costa Pereira,  José Gil e Sofia Vinagre


Produção: S.A.Marionetas –Teatro & Bonecos

Duração : 20 minutos classificação: todas as idades

 

espectáculo itinerante para espaços exteriores ou  interiores 



______________________________________________________________________________________________________________________
AMIGO
AMIGO

fotografia de Sofia Vinagre

press to zoom
AMIGO
AMIGO

fotografia de Sofia Vinagre

press to zoom
AMIGO
AMIGO

fotografia da Natacha Costa Pereira

press to zoom
AMIGO
AMIGO

fotografia de Sofia Vinagre

press to zoom
1/6
AMIGO (2011)​

 

A companhia S.A.Marionetas - Teatro & Bonecos apresenta a sua mais recente produção “AMIGO” um original de José Gil e Camila Moreira. Depois de em 2007 a S.A.Marionetas ter co-produzido com a CêDêCê - companhia de dança contemporânea o espectáculo A caixa de Pandora, agora volta a juntar a dança contemporânea e o teatro de marionetas num espaço despido onde se descobre um dos valores mais bonitos que se pode ter entre dois seres – a amizade. “AMIGO” é o realizar de um desejo antigo entre os dois protagonistas (José Gil e Camila Moreira)onde se pretende fundir de uma forma nunca antes vista, estas duas formas de arte, levando assim a uma abordagem narrativa, onde as palavras são substituídas pela música e pelo movimento.

“AMIGO” pode ser o mais belo, mas ao mesmo tempo o mais arriscado espectáculo que alguma vez fizemos, pois estamos a trabalhar com uma marioneta com 15 fios ao vivo num palco com uma bailarina onde tudo pode acontece, como no circo que o público vai ver se o artista “cai” aqui é mais se os artistas se “enrolam” J.G./C.M..

Original José Gil e Camila Moreira / Bailarina Camila Moreira / Marionetista José Gil / Coreografia / Camila Moreira Construção da Marioneta José Gil / Figurino da Marioneta Maria Luisa Valbom Gil / Figurino da Bailarina Maria Luisa Valbom Gil / Estruturas Cénicas José Gil / Música Audible Architecture e Daniel Bernardes / Fotografia Sofia Vinagre /Apoio Academia de Dança de Alcobaça / Produção S.A.Marionetas – Teatro & Bonecos





_______________________________________________________________________________________________________________________

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/11
GÉNESIS (2009)​

Auto da Criação + Retábulo do Juízo Final

Esta trupe de bonecreiros prometeu a seu benfeitor Dom Pero Paes Pereira, homem bom e de muita fé, contar as histórias que ele mais gostava utilizando a sua arca tumular. Este bom homem não quis utilizar para seu repouso final esta bela obra de arte em pedra calcária, deixando-a assim em testamento a esta trupe itinerante  de bonecreiros que recriaram o “Auto da Criação” e o retábulo do “Juízo Final” conforme o seu desejo. As “funções” retratam uma alegoria da criação do mundo com Adão, Eva, o fruto proibido e claro a Serpente, bem como o retábulo do Juízo Final onde os pecadores irão para o Inferno e os homens bons irão para o Céu. Mas esse juízo será feito por todos aqueles que assistirem a estas funções.



Original de José Gil, Sofia Vinagre, Natacha Costa Pereira e  Rui Sousa / Encenação: Rui Sousa, José Gil, Sofia Vinagre, Natacha Costa Pereira/ Construção das Marionetas: Rui Sousa, José Gil / Marionetistas: Sofia Vinagre, Natacha Costa Pereira, José Gil, Rui Sousa / Pesquisa: Sofia Vinagre / Costureira: Maria Luísa Gil / Música Original: Rui Sousa  Esculturas: Natacha Costa Pereira e Sofia Vinagre

Estruturas Cénicas: José Gil e Rui Sousa / Fotografia: Sofia Vinagre / João Costa / Produção: S.A.Marionetas – Teatro & Bonecos

_____________________________________________________________________________________________________________________

press to zoom

press to zoom
TUBIC
TUBIC

fotografia de Sofia Vinagre

press to zoom

press to zoom
1/14
T UB I C (2005)

 

"TUBIC é uma animada conversa sem palavras entre os marionetistas e o tubista virtuoso, Sérgio Carolino. As figuras simples de esponja apresentam uma série de sketches, que são, no seu conjunto e individualmente, cativantes e encantadores.

As marionetas são deliciosas e prometemos que nunca antes ouviu tuba tocada desta maneira. Quer seja um apreciador de música, ou marionetas, ou ambos, este espectáculo vai certamente deixá-lo a sorrir."

Clive Chandler (Director do festival Dynamics-International Puppet Festival-Birmingham-England

Ideia original e Encenação:  José Gil e Sérgio Carolino


Produção: S.A.Marionetas –Teatro & Bonecos 



Espectáculo sem palavras


Duração: 45 minutos  / classificação: maiores de 4 anos / espectáculo para sala com caixa negra

_______________________________________________________________________________________________________________________

fotografia de Joaquim Pesqueira

press to zoom

fotografia de Joaquim Pesqueira

press to zoom

fotografia de Joaquim Pesqueira

press to zoom

fotografia de Joaquim Pesqueira

press to zoom
1/14
A Culpa foi da Inês (2005)​


A Companhia S.A.Marionetas - Teatro & Bonecos  apresenta, pela primeira vez em teatro de marionetas, a vida trágica de D. Inês de Castro e D. Pedro I. O espectáculo abarca o período temporal com início no nascimento de D. Pedro I, retratando a universal tragédia romântica, numa perspectiva que procura equilibrar a vertente lendária com a história, mas também, recriar e reinventar o mito ao correlacioná-lo com as suas interpretações mais ou menos contemporâneas. O elenco conta com  meia centena de marionetas .
 

“Reino de Portugal. Corre o ano da Graça de 1320 e na recente nação luta-se ainda com os mouros, lá para sul, nos Algarves, por vezes com os vizinhos de Castela, lá para nascente, e, contra a peste por todo o lado… O Rei, o bravo D. Afonso IV, tem nessa primavera a melhor notícia do ano: nascera em Coimbra o jovem D. Pedro e tudo levava a crer que desta vez a Providência lhe sorria… o futuro afigurava-se risonho. Agora, para que o reino medrasse como o filho, bastava tratar já de lhe arranjar esposa. Mas por aí, não iria, certamente, haver problemas…”

Espectáculo integrado nas Comemorações Nacionais do Ano Inesiano.



Original: Sofia Vinagre, José Gil, Jaime Leão / Encenação :José Gil Manipulação: José Gil, Jaime Leão, Sofia Vinagre / Marionetas: José Gil / Cenografia: Alexandre Pring / Figurinos e Adereços: Sofia Vinagre / Maria Luísa Gil / Pesquisa: Sofia Vinagre e Jaime Leão / Música Original: Pedro Marques / João Frazão / Fotografia: Joaquim Pesqueira / Co-Produção: Associação de Amigos de D.Pedro e D.Inês e S.A.Marionetas - Teatro & Bonecos

bottom of page